Categorias
MBA for Kids

Como funciona o mundo?

Bem, queres mesmo saber como funciona o mundo.

Pois vou contar-te uma história inspirada numa história que já foi contada pelo tio Kevin (O’Leary).

– Era uma vez, o dia em que tu nasceste. “Que bebé bonito!” Os teus pais estavam contentes, os teus avós estavam radiantes, mas ninguém estava mais contente do que os senhores do Banco. Eram eles atrás do vidro: “Já nasceu!”, disseram eles. “Já nasceu quem vai pagar os nossos lucros no futuro!”

Depois, tu e os teus pais sairam do hospital, e os senhores do Banco não sabiam quem tu eras ou onde moravas. Então os senhores do Banco ligaram aos seus amigos do Governo. Afinal o Governo tinha-te dado um número de segurança social desde que nasceste. (Os senhores do Banco e os senhores do Estado andam sempre juntinhos.)

Para o Governo tu agora fazes parte de um exército de trabalhadores que pagam impostos e para o Banco és a sua fonte de lucro. Cedo, o Banco vai tentar convencer os teus pais a investirem numa conta poupança para ti, mesmo antes de teres a tua primeira birra.

E então começou, no início és uma despesa para os teus pais. Necessitas de fraldas e brinquedos, e como ainda não trabalhas, não podes comprar estas coisas para ti. Então, eles compram por ti. Depois, tens de ir para a escola, e eles pagam-te os estudos.

Além do amor que os teus pais têm por ti, e todos os que te conhecem, na realidade ainda não tens qualquer valor comercial, até começares a poder comprar as tuas próprias coisas.

E primeiro, tens de continuar os estudos e tirar um curso para teres uma profissão. Então, o Banco empresta-te dinheiro ou aos teus pais, para poderes estudar. E tu e os teus pais ficam eternamente gratos ao Banco.

Quando acabas o teu curso, tens o teu primeiro emprego. Os teus pais estão muito orgulhosos de ti, e o Banco também. Como no início não ganhas muito, o Banco começa a mostrar-te cartões de crédito com juros baixos e tu queres um. Assim, já podes começar a comprar as coisas que gostas, sem teres de trabalhar mais horas. Tudo em troca de uma pequena quantia que tens de pagar ao Banco.

Depois, o Banco mostra-te uma nova conta Ordenado, onde tu depositas automáticamente o teu ordenado todos os meses. E tens mais crédito nessa conta, em troca de uma pequena quantia, que tens de pagar ao Banco. Depois, para manteres o crédito na tua conta Ordenado, tens de fazer um Seguro para juntar na tua carteira de serviços do Banco. Tudo em troca de uma pequena quantia que tens de pagar ao Banco.

E tu, fazes tudo, e pagas tudo o que o Banco te pede, porque é o mais acertado de fazer para o teu futuro. Certo?

Por fim, queres comprar casa,mas é muito dinheiro. É a maior quantia de dinheiro que pedes emprestado e também a maior fonte de rendimento do Banco. Esse, é o objectivo do Banco, desde que tu nasceste. Emprestar-te uma grande quantidade de dinheiro.

Quase a maior parte das pessoas, contraem empréstimos para a compra de casa nas suas primeiras contas bancárias. Porquê? Porque o Banco já te conhece desde pequeno, e tu sempre pagaste as prestações a tempo e confias no teu Banco. Certo?

O Banco também gosta muito de ti, sempre pagaste as tuas prestações e os juros também. Então, empresta-te uma grande soma de dinheiro, em troca de uma grande parte de juros, que sabe que dificilmente tu vais conseguir pagar, mas isso é outra história.

E assim, começas-te o “Jogo-da-Vida”. Primeiro, precisas do dinheiro do Banco, porque queres ter as coisas de que gostas, antes de teres o teu próprio dinheiro para as comprar. Só assim vais conseguir ganhar aos outros como tu. E para ganhares este jogo de números, tens de ser tão implacável como o Banco. Mas, tens um problema. As regras são feitas pelo Banco. É o Banco que diz como e quanto é que tu vais pagar, pelo dinheiro que te emprestou. E tu só tens 24horas no teu dias. Certo?

Difícilmente, vais conseguir pagar o que deves ao Banco, só com 24horas por dia.

Presta muita atenção, vais aprender tudo o que precisas para ganhar o “Jogo-da-Vida”, mas só tu podes jogar. Ninguém pode jogar por ti, senão, perdes.

Vais divertir-te muito e aprender que é fácil ganhar.